Notícias

MEIO AMBIENTE

Perícia busca identificar outras fontes poluidoras em rio de Poconé

31/01/2019 - 10:49
Apesar da contenção dos despejos anteriores, ainda há vestígio de poluição no rio
Assessoria - Politec/MT

Peritos da Gerência de Perícias de Meio Ambiente da Politec irão nesta quinta-feira (31.01) buscar encontrar outras fontes poluidoras que despejam rejeitos no rio Bento Gomes, em Poconé.

Os profissionais identificaram dois pontos de lançamento de resíduos na última sexta-feira (25.01), mas que já foram interrompidos. Ambos localizados em taludes, um onde eram armazenados rejeitos de garimpo e outro em um tanque de piscicultura.

“Estamos percorrendo todo o leito do rio desde o ponto de captação de água para abastecimento. Verificamos que apesar da contenção dos despejos anteriores, ainda há vestígio de poluição, com grande volume da água ainda apresentando a coloração diferente. Estamos buscando outros pontos de emissão que está influenciando na característica atual da água”, explicou a perita criminal Rosangela Guarienti Ventura.

As análises feitas no local descartam a hipótese de poluição orgânica, ou que tenha sido provocada por atividades industriais, pois a água não apresenta odor característico. Os peritos utilizam uma sonda para a medição dos sólidos totais, do oxigênio dissolvido, PH, temperatura e turbidez da água, que demonstrou alterações nas características da amostra.

“Os dois primeiros pontos de emissão de poluente são no local onde é feita a extração mineral, que é uma atividade econômica comum na região. Na sequencia, e como plano de recuperação da área degradada é feita piscicultura na escavação. Estamos indo contra o rio na porção atingida onde há a divisão da água limpa da região com a outra turva, possivelmente uma diluição da lama da extração mineral, na tentativa de encontrar outros possíveis pontos de emissão”, afirmou Rosangela.

No local, são realizadas imagens com drone, medições da qualidade da água, e da área atingida, percurso em solo e também pelo corpo hídrico atingido.