Notícias

CONHECIMENTO

Estudantes de Rondônia conhecem as tecnologias utilizadas pela Politec nas perícias criminais

07/11/2019 - 17:45
Assessoria - Politec/MT

Com a finalidade de ampliar o universo de conhecimentos na área de informática os estudantes do terceiro ano do ensino médio da Instituto Federal de Rondônia, do campus de Vilhena, realizaram uma visita acadêmica na Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) nesta quinta-feira (07.11). Na oportunidade, os estudantes conheceram as Gerências de Balística Forense, Documentoscopia e de Computação Forense.

O foco da visita foi a demonstração das tecnologias e equipamentos utilizados pela perícia no auxílio às investigações criminais e operações de Segurança Pública. Um dos equipamentos apresentados é o “Comparador Espectral de Vídeo”, que permite capturar, processar e armazenar imagens digitais para a verificação de autenticidade de documentos, com a aplicação de diversas fontes de iluminação para a análise documental.

Eles conheceram, também, o comparador balístico que possui uma câmera fotográfica microscópica de alta resolução, para captura de imagens de projéteis padrões com os projéteis ou estojos coletados em locais de crime ou em cadáveres, para a identificação de armas de fogo que originaram os disparos em crimes.  

Em outro momento os alunos puderam conhecer a rotina de trabalhos dos peritos da Gerência de Perícias em Computação Forense, que é responsável pela realização perícias em computadores, dispositivos eletrônicos, e meios digitais, como celulares.

O gerente de perícias de computação forense, Max Martins, apresentou as ferramentas tecnológicas e softwares empregados no desbloqueio de aparelhos, na extração e análise de dados recuperação de imagens, mensagens e vídeos relacionados a todos os tipos de crimes investigados pela polícia.

As visitas despertaram o interesse e curiosidade dos estudantes que puderam contribuir com perguntas aos profissionais. “O Instituto Federal de Rondônia trabalha o ensino médio integrado com o ensino técnico, e no terceiro ano nós organizamos uma visita relacionada à área de informática com o objetivo de mostrar o mercado de trabalho para eles, apresentando o leque de opções para o curso que eles estão se formando, de áreas de atuação, e a perícia é uma delas. Após a visita na Politec estamos programando uma visita á Empresa Mato-Grossense de Tecnologia da Informação (MTI) e ao Iphan”, ressaltou a professora Marisa Rodrigues de Lima.