Notícias

Aposentadoria

Politec homenageia servidor pelos anos de dedicação ao serviço público

08/09/2020 - 10:15
Assessoria Politec-MT

A Politec homenageia o papiloscopista Leonel Teodoro de Melo, que se prepara para a aposentadoria e entra de licença prêmio e férias, após 36 anos de serviço público.

Em seu último dia de trabalho na Politec, na última terça-feira (01.09) o Diretor Metropolitano de Identificação Técnica e seus colegas de profissão prestaram uma homenagem à Leonel, em retribuição a sua dedicação à Politec.

“Queremos agradecer ao papiloscopista Leonel Teodoro de Melo pelos relevantes trabalhos na Identificação de Mato Grosso, por mais de 36 anos de contribuição a serviço público, sendo os últimos seis à frente da Coordenadoria de Identificação Civil, participando ativamente na modernização e informatização dos processos da carteira de identidade. Reconhecer suas virtudes, como a humildade, solidariedade e resiliência, que tanto enobreceram a Politec e a Segurança Pública do Estado de Mato Grosso é o legado que ficará para posteridade. Fica o nosso muito obrigado por fazer parte da nossa história’’, salientou o Diretor Metropolitano de Identificação Técnica, Ailton Silva Machado.

Leonel avalia que o seu legado profissional permanecerá em cada um dos servidores que continuam na instituição, e nos avanços que contribuiu como gestor, apesar dos desafios que vivenciou para que os resultados acontecessem.

“Os desafios foram muitos, e a superação de cada um deles foram momentos que mais me marcaram. Porque a satisfação de se fazer um trabalho era muito maior do que o dinheiro que se gastou para comprar algum material que faltava para entregar aquele produto. A gente conseguiu lutar pela identificação, e conquistar muitas coisas, como trazer maior segurança e agilidade ao processo de emissão do documento de identidade. Acredito que conseguimos realizar muitas coisas importantes nesta gestão, estou indo para casa com o dever cumprido, Graças a Deus”, relembrou.

Ele reforça sobre a fundamental importância dos profissionais papiloscopistas em prol da sociedade. “O papiloscopista tem as soluções que a sociedade exige e precisa. Você se sente útil e realizado por conta disso. Pois não trazemos incertezas, nós participamos da vida das pessoas de maneira aparentemente simples, mas que tem um poder científico enorme que comprova, não deixa dúvidas. É uma profissão interessante e de muita utilidade para as pessoas, para o cidadão, para o estado’’, disse.

Durante o período em que esteve à frente da coordenadoria de identificação civil sua função era a de conferir os trabalhos desde os serviços dos postos, identificando os erros e corrigindo-os, estando atento para a qualidade do documento emitido. Além do serviço finalístico, Leonel contribuiu para as decisões estratégicas em conjunto com os gestores da Diretoria.

“Tivemos que tomar atitudes administrativas e de tecnologia, mesmo com todas as dificuldades e escassez de recursos. Mas, mesmo com todas as mudanças e muitas dificuldades o sistema de identificação civil do estado de mato grosso com certeza é um dos melhores do Brasil’’, comentou.