Notícias

PERÍCIA

Polícia Civil e Politec realizam exames complementares para apurar morte em Paranatinga

10/09/2020 - 10:35
Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Paranatinga (373 km ao sul de Cuiabá) junto a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) realizaram, nesta quarta-feira (09.09), exames complementares para apurar a causa da morte de Edilene Alves Nogueira, de 32 anos, ocorrida no quarto de um hotel do município, em junho deste ano.

Segundo o delegado responsável pelo inquérito, Flávio Souza Braga, os exames complementares foram solicitados pela Polícia Civil após durante as investigações surgirem algumas dúvidas no caso, que inicialmente era tratado como suicídio.

De acordo com o primeiro laudo da perícia, realizado no dia da morte da vítima, o local de crime não foi preservado. Os exames complementares, realizados no quarto de hotel em que ocorreu o fato, tem objetivo de verificar informações como a posição da arma de fogo e do corpo da vítima no momento da queda.

“A perícia no local de crime fez algumas pontuações que precisavam ser esclarecidas e o laudo dos exames complementares devem ficar pronto em 30 dias para conclusão da linha de investigação”, disse o delegado.

Entenda o caso

A morte de Edilene Alves Nogueira, de 32 anos, ocorreu na noite de 24 de junho, no quarto de um hotel no município de Paranatinga, onde ela e seu marido estavam hospedados. No local, a vítima foi encontrada caída com um ferimento de disparo de arma de fogo na região da cabeça. Ela chegou a ser socorrida porém não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.